PUBLICIDADE
Topo

Podcast

Ser Sonoro

Podcast sobre sons, música e o mundo da escuta


Ser Sonoro #5: quando tudo é ruído, de que sons é feito o seu silêncio?

Câmara anecoica à prova de som em Northridge, em Los Angeles - Ken Hively/Los Angeles Times via Getty Images
Câmara anecoica à prova de som em Northridge, em Los Angeles Imagem: Ken Hively/Los Angeles Times via Getty Images

Do TAB

06/02/2021 04h01

A pergunta pode parecer meio maluca, mas acredite, você entende perfeitamente o que ela quer dizer. Desligue todos os barulhos ou ruídos que você puder — a TV, o som do celular, a música tocando no quarto ao lado. O que sobra na sua paisagem sonora?

É disso que se trata o 5° episódio do podcast Ser Sonoro, distribuído por TAB. Desta vez, viajamos aos Estados Unidos para visitar o lugar mais silencioso do mundo: a câmara anecoica da Microsoft. "Anecoica significa sem eco, ou seja, a sala é projetada para não deixar nenhum som dentro dela reverberar. O design da câmara também foi pensado para bloquear todos os sons de fora", explica o apresentador Fernando Cespedes (ouça abaixo a partir de 1:31). Gopal, engenheiro da empresa, mostra neste vídeo como a sala funciona.

"As câmaras anecoicas são um oásis de silêncio num mundo cada vez mais cheio de poluição sonora. Hoje, mais de um bilhão de pessoas correm o risco de perder a audição por causa do volume das paisagens sonoras das cidades. E mais de 450 milhões já têm a audição prejudicada por sons de carros, aviões, motos, motores, buzinas", diz Cespedes (a partir de 5:41).

Lá dentro, o som é 20 dB abaixo do que a escuta humana consegue captar. Difícil imaginar o que é isso. Logo descobrimos que ficar imerso em silêncio total é impossível. Descobrimos neste episódio que o compositor John Cage, ao visitar a câmara anecoica da Universidade de Harvard, ficou curioso em saber o que eram os dois sons que ele ouvia lá dentro, um agudo e outro grave. O agudo era seu sistema nervoso e, o grave, seu sangue circulando. "Escutar o silêncio significa ouvir novos sons. Os sons que vivem escondidos nas camadas mais sutis da paisagem e que só aparecem para nós quando os sons mais fortes e constantes, que a gente costuma chamar de ruído ou barulho saem de cena", explica o apresentador (a partir de 7:36).

Diz a lenda que foi essa experiência que inspirou Cage a criar "4:33", uma composição que soa diferente a cada performance, pois conta com os sons do silêncio para se materializar. Quer entender melhor essa pira e passar por um teste para ver se você entendeu o espírito da coisa? Então coloque os fones e vem ouvir o episódio acima.

Os podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts e em todas as plataformas de distribuição. Você pode ouvir Ser Sonoro, distribuído por TAB, em plataformas como Spotify, Apple Podcasts e Google Podcasts, entre outras.