Topo

Notícias


Empresa processa dupla que remove patinetes de propriedades privadas

Usuário de patinete elétrico é visto transitando na Faria Lima - RENATO S. CERQUEIRA/FUTURA PRESS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO
Usuário de patinete elétrico é visto transitando na Faria Lima Imagem: RENATO S. CERQUEIRA/FUTURA PRESS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

Do TAB, em São Paulo

08/08/2019 12h52

San Diego, nos EUA, está infestada de patinetes. Para lidar com o problema, Dan Borelli e John Heinkel fundaram uma empresa chamada ScootScoop.

A dupla remove patinetes de cerca de 70 propriedades privadas na cidade e notifica as empresas responsáveis para irem buscar os veículos em um depósito. Em um ano, a ScootScoop já removeu 12.500 patinetes elétricos das ruas. A empresa cobra cerca de US$ 50 por patinete para devolvê-los.

A ScootScoop tem um acordo com duas empresas de patinete, Lyft e Lime, mas uma delas, a Bird, entrou com um processo. Para a Bird, a ScootScoop está removendo patinetes de locais públicos, da calçada, e não de propriedades privadas, e isso afeta o negócio.

"Além das taxas diretas que os réus [ScootScoop] estão exigindo para o retorno dos patinetes da Bird, a empresa perdeu - e continua a perdendo - negócios, sem mencionar danos à reputação, por ter menos patinetes em circulação", diz o texto do processo.

"As pessoas de San Diego estão sendo enganadas por um esquema de reboque local", disse um porta-voz da Bird ao site Smart Cities Dive.

Borelli e Heinkel afirmaram que não são contra os patinetes em circulação, mas que querem que o negócios co-existam. "Pensamos que estamos fazendo tudo nos conformes", afirma Borelli. "Não estamos pegando patinetes da rua e jogando num quintal. Nós fazemos um ticket de estacionamento para cada patinete", disse ao The Verge.

Para Heinkel, o conceito do que a ScootScoop está fazendo é simples: "Eles deixam as coisas na propriedade de outra pessoa sem permissão. Nós temos permissão dos proprietários para tirar essas coisas da propriedade deles. É isso."

Fique por dentro de comportamento e cultura seguindo o TAB no Instagram e tenha conteúdos extras sobre inovação, tecnologia e estilo de vida.

Mais Notícias