PUBLICIDADE

Topo

O sexo pós-pandemia: 'Vamos transar menos e gozar mais', diz antropólogo

Do TAB

03/08/2020 04h00

Ainda que a urgência da quarentena se dilua e que muitos estejam levando uma vida como se não houvesse risco, mudanças profundas devem impactar a maneira com que a gente se relaciona — e goza.

É o que acredita o antropólogo Michel Alcoforado, colunista de TAB, que há anos pesquisa o comportamento de jovens e antecipa tendências.

Em vídeo, Alcoforado afirma que a pandemia trouxe o futuro para o presente. Ela deve cristalizar nossa entrada definitiva no mundo digital que há anos vem sendo criado.

Neste novo normal que começa agora, onde a assepsia e o distanciamento social inibem o encontro de corpos, o desejo passa por uma transformação: "Vamos gozar mais, mas transar menos".

Este material faz parte do especial do TAB sobre o Futuro do Sexo. Leia ou assista mais conteúdos inéditos a seguir:

HQ A nova lei do desejo

AMP Eles estão entre nós: como funciona um robô sexual

VÍDEO O sexo pós-pandemia: "vamos transar menos, mas gozar mais", diz Michel Alcoforado

Dominadoras fazem videochamadas para escravos sexuais a distância

VÍDEO Trabalho sexual na pandemia: homens e mulheres aderem ao camming

Acompanhei uma festa de sexo pelo Zoom — e senti saudade de aglomerações