Topo

TAB apresenta Festival Path


Astrologia é aliada na busca por autoconhecimento, sugere palestra do Path

Palestra do Festival Path discutiu como astrologia e redes sociais formaram uma parceria de sucesso - Iwi Onodera/UOL
Palestra do Festival Path discutiu como astrologia e redes sociais formaram uma parceria de sucesso Imagem: Iwi Onodera/UOL

Bianca Borges

Colaboração para o TAB, em São Paulo

01/06/2019 17h44

Em tempos hiperconectados, a astrologia ganha cada vez mais espaço nas redes sociais entre pessoas que estão em busca de respostas para questionamentos sobre o mundo, os outros e si mesmas. Nesse sentido, os astros podem ser aliados na busca incansável por autoconhecimento.

Esse foi o ponto principal discutido na mesa "Astrologia e redes sociais: uma parceria de sucesso", dentro da programação do Festival Path, o maior evento de inovação e criatividade do Brasil, que acontece neste final de semana, na região da avenida paulista, em São Paulo. Neste ano, o evento é patrocinado pelo TAB.

A conversa começou em bom astrologuês, com a medição da jornalista Isabella D'Ercole, redatora-chefe da revista Claudia, que abriu a discussão revelando seu signo e ascendente. Mas a leonina logo passou o microfone para as demais convidadas, pedindo para que cada uma explicasse sua relação com o mundo dos astros e como isso as ajudou em diferentes momentos da vida pessoal e da carreira.

Isabella D'Ercole, redatora-chefe da revista Cláudia - Iwi Onodera/UOL
Isabella D'Ercole, redatora-chefe da revista Cláudia
Imagem: Iwi Onodera/UOL

Para Susan Souza, musicista, compositora, astróloga e taróloga, fazer o mapa astral a ajudou a mudar os rumos de sua vida profissional e aceitar que ela poderia ser mais de uma coisa ao mesmo tempo. A astrologia surgiu justamente quando ela sentiu que precisava deixar os dez anos de sua trajetória como jornalista um pouco de lado para dar vazão a sua paixão pelo mundo das artes - as astrológicas e musicais.

"Foi muito bom ter sido jornalista, mas a minha versão mística e de artista já estava ali, só que adormecida. Percebi que em minhas vocações originais havia um indicador forte para eu me direcionar para as artes e dar rumo as minhas vocações que falavam mais com meu coração", revelou a aquariana.

A astróloga e taróloga Susan Souza - Iwi Onodera/UOL
A astróloga e taróloga Susan Souza
Imagem: Iwi Onodera/UOL

Além da transição, Susan entendeu que poderia trabalhar em áreas diferentes. "Acho que é algo bem característico e muito positivo da nossa geração, de trabalhar com mais de uma profissão ao mesmo tempo, e como tenho gêmeos na casa dois, faz todo sentido." Explicamos: cada uma das 12 casas do zodíaco corresponde a um aspecto da vida. A dois se refere ao trabalho e finanças.

Os astros também ajudaram nas descobertas pessoais e na transição de carreira de Bruna Paludo (talvez você a conheça como @br000na), que deixou a profissão de advogada para se jogar de cabeça na astrologia e nas redes sociais. Atualmente, a digital influencer coleciona cerca de 150 mil seguidores em seus perfis na web - um feito em que nem ela acredita até hoje.

"Se me falassem há três anos que eu trabalharia com redes sociais, eu não acreditaria. Antes, eu tinha 900 seguidores e não postava nem selfie"

Na opinião de Bruna, o crescimento de conteúdos sobre astrologia nas redes sociais é um reflexo da discussão cada vez mais abrangente em diferentes esferas da sociedade sobre inteligência emocional. Mas ela recomenda cautela tanto com o consumo quanto com a disseminação dessas informações. "Eu entendi que poderia usar a astrologia para contar histórias e criar conexões na internet. Mas esse é um trabalho em que você precisa ser você mesmo. Muita gente tenta manter uma performance, como se estivesse toda uma equipe por trás de você, e isso afeta muito a saúde mental tanto de quem tá recebendo aquele conteúdo quanto de quem produz".

Para Bruna, a astrologia e o autoconhecimento que ela proporciona é uma das ferramentas que podem ajudar a humanidade a resgatar o que a diferencia das máquinas: a própria noção de humanidade. "Imagina se a gente for competir com a inteligência artificial, números e cálculos?", questiona. "Enquanto produtora de conteúdo, me preocupo quando vejo que muitas pessoas querem se comportar como empresas e as empresas querem se comportar como pessoas. É como se fosse uma pejotização da alma".

Bruna Paludo e Tatiane Lisbon - Iwi Onodera/UOL
Bruna Paludo e Tatiane Lisbon
Imagem: Iwi Onodera/UOL

Tatiane Lisbon, conhecida como Papisa nas redes sociais, sempre foi apaixonada por internet e não esconde que passa horas e horas navegando. O que proporcionou muitos aprendizados de gerou diversos questionamentos. "Assim como a internet aproxima, ela pode também levar para um lado que desumaniza os processos naturais da vida de cada um. No caso de quem trabalha com astrologia, importante lembrar que a gente precisa estar bem para poder ajudar outras pessoas, se não fica um processo insustentável".

Ela alerta para grupos de pessoas mal-intencionadas que abordam a astrologia sob uma perspectiva trágica, perversa e falsa. "Há pessoas que exploram o tema e levam para outro lado, usando a astrologia para dar previsões de morte, catástrofes e tragédias... Eu chamo isso de Cidade alerta da astrologia (risos). Tudo mentira! Não é para isso que os astros servem", destaca.

Outro fator importante para Tatiane, que ficou conhecida nas redes por atribuir um meme a cada signo, é a força da astrologia em ajudar na conscientização de nós mesmos. "Para mim, a astrologia é capaz de proporcionar autoconhecimento e isso é transformador. Acredito no autoconhecimento como ferramenta política porque, a partir do momento em que você se conhece, entende o seu local no espaço e parte para o diálogo da inteseccionalidade: onde começa e onde termina a sua liberdade. Enquanto mulher negra e periférica, que atua em um nicho ainda branco e elitizado (astrologia), eu tenho consciência de que nem todos os corpos vão transitar nos mesmos espaços e que o privilégio de um pode ser também é o que oprime o outro".

Mais TAB apresenta Festival Path