Topo

TAB apresenta Festival Path


Games em neurociência e fonoaudiologia são caminho para tratamento de saúde

Palestra "Quando diversão e saúde se unem: o uso de games no tratamento médico" no Festival Path - Iwi Onodera/UOL
Palestra "Quando diversão e saúde se unem: o uso de games no tratamento médico" no Festival Path Imagem: Iwi Onodera/UOL

Giacomo Vicenzo

Colaboração para o TAB, em São Paulo

01/06/2019 19h55

O câncer no abdômen e no útero trouxe momentos de sofrimento para a publicitária Simone Lehwess. Mas a doença também abriu uma porta para ela: conhecer os problemas e medos das crianças que enfrentam o câncer na prática e desenvolver um jogo que traz informações sobre a doença de forma simplificada e didática, sem revelar as dificuldades do tratamento.

Simone, que é mestranda na escola de enfermagem na USP, foi uma das responsáveis por criar o 'Alpha beat cancer' e abriu a palestra "Quando a diversão e saúde se unem: o uso de games no tratamento médico" no Festival Path, maior evento de inovação e criatividade do País, que acontece neste fim de semana, na região da Avenida Paulista, em São Paulo. Neste ano, o evento é apresentado pelo TAB.

Simone Lehwess - Iwi Onodera/UOL
Simone Lehwess
Imagem: Iwi Onodera/UOL

O hospital da USP de Ribeirão Preto foi um dos que adotaram o game criado por Simone como parte do tratamento dos pequenos.

A mesa foi mediada pelo desenvolvedor e empreendedor da área de games Juno Cenil, responsável por conduzir o debate de ideias de Simone e Tricia Araújo, fundadora da startup Fofuuu, que alia neurociência e fonoaudiologia para tratar crianças com lábio leporino.

Tricia passou por 14 cirurgias e fez mais de 7 anos de fonoaudiologia para tratar o grave problema que tinha para se comunicar por conta do lábio leporino. Com a voz trêmula, ela diz que no Festival Path é a segunda vez que fala em público sobre o assunto.

Trícia Araújo - Iwi Onodera/UOL
Trícia Araújo
Imagem: Iwi Onodera/UOL

A empresa de Tricia tem um sistema robusto de inteligência artificial e machine learning, e desenvolveu um game que se adapta aos fonemas que devem ser treinados pelas crianças em tratamento. O jogo já foi adotado por pais e fonoaudiólogos.

Já foram cerca de 10 mil downloads do game gratuito, destinado aos pais das crianças, e cerca de 12 mil da versão feita para profissionais de saúde, na qual há opções de compra dentro da plataforma.

Mas a divulgação nem sempre é simples. O 'Alpha beat cancer', criado por Simone, se mantém apenas com doações e dinheiro de empresas parceiras. "É difícil, na busca por parcerias algumas empresas dizem preferir não apoiar para não vincular a sua marca ao câncer", lamenta a fundadora.

Mais TAB apresenta Festival Path