Topo

Comportamento


Já pensou ganhar parabéns em vídeo da Gretchen? Esse serviço vem ao Brasil

O ator Charlie Sheen estrelou filmes e séries e agora vende vídeo dando parabéns para os fãs em app - Reprodução
O ator Charlie Sheen estrelou filmes e séries e agora vende vídeo dando parabéns para os fãs em app Imagem: Reprodução

Do TAB, em São Paulo

24/07/2019 04h00

Vai virar coisa do passado para celebridades e subcelebridades fazer tanta "presença vip" em inauguração de loja ou baile de debutantes para ganhar um dinheiro extra. Uma nova forma de complementar o orçamento está vindo para o Brasil com um aplicativo norte-americano que vende mensagens personalizadas de astros do cinema, heróis do esporte até youtubers novatos e ex-participantes de reality shows.

"Demos início a nossa expansão internacional, e já começamos a contatar os talentos brasileiros", afirma Maddison Cintron, uma das responsáveis pelo recrutamento para o app Cameo, que levantou US$ 50 milhões em investimento para montar versões do serviço na Europa, Ásia e América do Sul.

A startup foi fundada em 2017 e hoje tem parcerias com 15 mil famosos nos EUA. Preço de uma mensagem de, no máximo, 30 segundos do seu ídolo pode custar de US$ 3 a US$ 3.000 - é o que vale um recado do rapper Snoop Dog, que é também sócio da empresa.

Os rappers Ice T e Snoop Dog e a celebridade de reality show Bethenny Frenkel estão no menu do aplicativo - Reprodução
Os rappers Ice T e Snoop Dog e a celebridade de reality show Bethenny Frenkel estão no menu do aplicativo
Imagem: Reprodução

O que mais chama a atenção é o crescimento do aplicativo. Em 2018 foram 100 mil transações. Mas só primeiro semestre de 2019, o número subiu para 300 mil mensagens, superando a meta de 2 mil solicitações por dia. A startup fica com 25% do valor de cada comunicação.

As táticas para lucrar e se divulgar são diferentes. As estrelas menores (um cantor que era famoso décadas atrás ou um esportista de time estadual) são mais baratas, vendem mais e garantem mais volume de negócios. Já os famosões geram mais curiosidade, marketing e credibilidade que circulação de dinheiro.

No casting da Cameo estão por exemplo o ator Charlie Sheen (US$ 550), o rapper Ice T (US$ 350), o ex-astro de basquete Kareem Abdul-Jabbar (US$ 500) ou Marla Maples (US$ 102), a segunda mulher do presidente dos EUA, Donald Trump.

Friday mood: Droppin? it like it?s hot @snoopdogg @icet ? ? ? www.cameo.com/icet

Uma publicação compartilhada por Cameo (@cameo) em

Um vídeo da Cameo seria o cartão de aniversário da geração Z, uma forma de se destacar entre as mensagens normais de parabéns das redes sociais.

Em um vídeo, por exemplo, Abdul-Jabbar faz um pedido surpresa de casamento para seu contratante. Em geral, o astro recebe um script com detalhes do agraciado e improvisa o que vai falar no meio-minuto que tem.

A startup é avaliada atualmente em US$ 300 milhões, mas sua expansão mundial pode multiplicar isso. Ela já abriu escritórios em Londres e Sydney. Já dá para imaginar personalidades como Gretchen, Supla e ex-BBBs no cardápio do serviço brasileiro.

Em todo o mundo, os artistas buscam remunerações alternativas, afinal, canais e gravadoras já não mantêm grandes elencos - e mesmo os artistas fixos têm seus salários renegociados. Os EUA costumeiramente lançam modelos novos dos artistas lucrarem. Um deles é o "meet & greet", encontros pagos dos astros com fãs, com valores próximos aos recadinhos do Cameo.

Fique por dentro de comportamento e cultura seguindo o TAB no Instagram e tenha conteúdos extras sobre inovação, tecnologia e estilo de vida.

Errata: o texto foi atualizado
Um versão anterior deste texto identificou incorretamente o ator Charlie Sheen como seu pai, Martin Sheen, na legenda da foto. O erro foi corrigido.

Mais Comportamento