Topo

Comportamento


Público LGBT frequenta mais atividades culturais que héteros

Tiago Dias

Do TAB, em São Paulo

26/07/2019 04h00

O público LGBT no Brasil frequenta mais atividades culturais do que os heterossexuais, isso em todas as 14 atividades culturais pesquisadas pela consultoria J.Leiva. O levantamento investigou o acesso do brasileiro em atividades como leitura, cinema, concerto, shows, festas populares, entre outros. O resultado está na primeira edição da série TAB Explica, que estreou na segunda-feira (22) com o episódio A cultura segundo os brasileiros.

Em pelo menos três atividades a diferença entre os dois grupos é de ao menos vinte pontos percentuais. É o caso de espetáculos de dança (LGBTs 53% x héteros 33%), Museus (51% x 30%) e Teatro (50% x 30%).

Chama atenção que entre os que mais se declaram homossexuais na pesquisa estão jovens com ensino superior, embora a participação dos LGBTs seja alta mesmo segmentando por escolaridade.

Uma hipótese para essa frequência assídua está na própria produção cultural e atividades de lazer voltadas ao público LGBT. "Podemos pensar na cultura como meio propício para questionamento dos padrões. Essa comunidade pode se sentir mais identificada em alguns espaços, mais à vontade, para ver ali meio de expressão inclusive nesse aspecto", explica a antropóloga Izabela Nalio Ramos.

Fique por dentro de comportamento e cultura seguindo o TAB no Instagram e tenha conteúdos extras sobre inovação, tecnologia e estilo de vida.

Como os brasileiros consomem cultura

UOL Tab

Comportamento