PUBLICIDADE
Topo

Podcast

Caoscast

Conversas sobre comportamentos e tendências que fazem a cabeça dos brasileiros


CAOScast: Como o hype oriental está mudando o nosso consumo de cultura pop

Mais Caoscast
1 | 25

08/07/2021 04h00

É k-pop no fone de ouvido, 5G chinês nas notícias do mundo todo, filme coreano no topo do Oscar. A cultura e o poder econômico oriental parecem ter mais espaço do que nunca nas nossas vidas, e isso se reflete em como as novas gerações vêm formando seus gostos.

Se tem novos comportamentos surgindo, é claro que a trupe do CAOScast foi atrás para entender o que mudou. No mais novo episódio distribuído por TAB, que você pode ouvir clicando no vídeo acima, os caóticos contam por que a cultura oriental está ganhando tanto espaço, — e o que podemos esperar do futuro a partir dessas mudanças, que eles chamam de era pós-ocidental.

"Por muito tempo, todas as questões que movimentam o mundo, de certa forma, foram alinhavadas — por conta das relações de poder — pelas nações ocidentais. O Meridiano de Greenwich determinava quem estava sentado na mesa e quem estava em pé. Por conta desse mesmo jogo, o oriente ficou muitas vezes ofuscado", diz o antropólogo Michel Alcoforado (ouça a partir de 00:45).

No entanto, a descentralização do poder do eixo Europa-Estados Unidos abriu espaço para novas narrativas. Em parte por poderio econômico (e consequentemente político), o oriente encontrou espaço para se expandir. "A era pós-ocidental é justamente essa quebra da noção de que países ocidentais dominam todas as esferas do mundo, seja em relação a poder, política, economia e as produções culturais, como a gente começa falando aqui do k-pop", define a líder de pesquisa da Consumoteca, Marina Roale (a partir de 8:00).

Aliás, a cultura tem sido um dos grandes carros-chefes dessa mudança de mentalidade. As imagens que chegam até nós do comportamento oriental — da música e do cinema até a culinária — não são mais apenas limitadas às tradições japonesas.

"Me parece que não é mais possível blindar essa efervescência da cultura oriental no ocidente, essa influência está crescendo mais e mais. (...) Além da histórica representatividade do Japão no panorama global, esses países como a China e a Coreia começam a despontar com relevância econômica e política no contexto mais recente do mundo", avalia o pesquisador Tiago Faria, destacando que isso faz parte também de uma estratégia política desses países (a partir de 12:49).

Enquanto os millennials e gerações mais antigas cresceram com a visão de que o "mundo exterior" era aquele dos filmes de Hollywood e das músicas norte-americanas, os mais jovens já veem todo um novo cardápio cultural para consumir, destaca Roale. "(É interessante) a gente pensar nessa nova visibilidade para a cultura oriental como uma janela para um novo movimento, um novo olhar das futuras gerações. Agora que a gente tem todas essas figuras orientais que estão influenciando esse mundo do entretenimento hoje, o que a gente pode esperar é uma geração alpha — a gente está falando aqui dos nascidos depois de 2010 — crescendo com uma diversidade de conteúdos de uma nova estética" (a partir de 24:54).

Seja você um jovem que curte k-pop ou um boomer que acha chiquérrimo ir a um restaurante japonês, não perca o novo episódio de CAOScast e entenda como os países orientais estão cada vez mais presentes nas nossas vidas.

Os podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts e em todas as plataformas de distribuição de áudio. Você pode ouvir CAOScast, por exemplo, no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts, Amazon Music e Youtube.